SOBRE O PROJETO FUTURE-SE


O que é o Future-se?

O projeto pretende alterar a Lei de Diretrizes e Bases (LDB) e outras 16 legislações para permitir que as instituições de ensino façam parcerias público-privadas (PPP’s), cedam prédios, criem fundos com doações e até vendam nomes de campi e edifícios, como em estádios. A adesão das universidades não é obrigatória.

A proposta foi lançada em 17 de julho. Na ocasião, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, afirmou que alunos não terão de pagar mensalidade nas universidades públicas, independentemente da faixa de renda. “Sem mensalidade, sem nada”, disse o ministro. Os cidadãos que pretendem contribuir para a construção do programa Future-se têm até as 23h59 do dia 15 de agosto para enviar as sugestões. Os cidadãos que pretendem contribuir para a construção do programa Future-se têm até as 23h59 do dia 15 de agosto para enviar as sugestões.


Futuro monopólio da Educação

Como a associação liderada pela irmã de Paulo Guedes se beneficia de cortes no ensino Universidades públicas sofrem com desmonte da Educação, ou seja! A família do ministro da ecomomia Paulo Guedes, tem investimentos no ensino privado.

O Brasil sofreu mais um exemplo prático da agenda liberal do ministro da economia, Paulo Guedes, quando foi anunciado pelo governo Bolsonaro o contingenciamento de R$ 29,582 bilhões do Orçamento Federal de 2019 para Educação. Com a medida, todas as universidades e institutos federais terão orçamentos reduzidos em 30%. O corte, sob comando do ministro da educação Abraham Weintraub, atinge diretamente as universidades públicas, precarizando ainda mais a situação orçamentária do setor.

Guedes nunca escondeu em seus discursos a opinião de que o modelo de privatização dos serviços e empresas públicas é a melhor saída para o progresso do país, além da realização de cortes em diversas áreas de investimento público do Brasil, incluindo a Educação. Na outra ponta, a irmã do ministro, Elizabeth Guedes, é presidenta da Associação Nacional de Universidades Privadas (Anup), entidade que representa monopólios educacionais, como Anhanguera, Estácio, Kroton, Uninove e Pitágoras.

O envolvimento da família Guedes no setor de ensino privado foi tema de uma reportagem da Agência Pública que mostra que Paulo Guedes possui investimentos no setor educacional privado e a distância, chegando a captar R$ 1 bilhão de fundos de pensão. As ações foram alvo da operação Greenfield, para apurar pagamento de propina nos fundos de pensão.

O setor educacional privado se beneficia diretamente com o sucateamento do ensino público no país, é o que explica Salomão Ximenes, professor de Políticas Públicas da Universidade Federal do ABC (UFABC).

“Quem sai ganhando, evidentemente, como sempre, neste tipo de conflito, são os interesses privados, do setor privado de ensino superior, sobretudo o mercado educacional constituído no Brasil, que oferta vagas e matrículas em instituições de baixo custo, mas também de baixíssima qualidade. E essas instituições acabam culpando justamente esse espaço que é deixado pela oferta pública, na medida em que elas visam suprir essa demanda de jovens e adultos por um diploma superior. E a maior lucratividade aqui se encontra na oferta de educação superior à distância”, revela ele.


Fonte:
https://www.brasildefato.com.br/2019/05/09/como-a-associacao-liderada-pela-irma-de-paulo-guedes-se-beneficia-de-cortes-no-ensino/

https://g1.globo.com/educacao/noticia/2019/08/13/future-se-ja-teve-mais-de-14-mil-comentarios-registrados-na-plataforma-de-consulta-publica.ghtml


IMPORTANTE

Clique abaixo em “Baixar agora!”, para baixar a proposta! E leia a proposta do projeto do governo, denominado de FUTURE-SE, o que poderá DESTRUIR a educação em nosso país.


OBSERVAÇÕES:

    1. Após a leitura da proposta, clique aqui e siga o manual de preenchimento do formulário, lembrando que as respostas é de mérito PESSOAL e o manual apenas propõe uma SUGESTÃO ao projeto, sendo que a leitura da proposta é ESSENCIAL para responder o formulário de forma clara e objetiva.

    2. Em todas as questões do formulário podem ser aplicadas apenas uma “resposta”, sendo que o ideal a ser feito é formular uma resposta “diferente” para cada uma das dez questões do formulário, o link do formulário está abaixo.

      Após seguir o manual que consta no item I, clique aqui e acesse o formulário ou acesse o link direto abaixo:

      https://isurvey.cgee.org.br/future-se


Considerações finais:

Faça a leitura da proposta com calma e coerência, fazendo toda sua compreensão para responder o questionário de forma objetiva e clara, tornando a proposta do projeto FUTURE-SE um belo retrocesso da educação em nosso país, ou seja! A proposta visa como um todo, questões financeiras às OS e envolvidos, deixando a educação gratuita e de qualidade fora da questão principal do ministério da educação, ou seja! A educação gratuita e de qualidade poderá ACABAR, e somente a elite “financeira” poderá ter acesso a educação, já a classe média e classe média baixa, irá arcar com as consequências deste projeto mal desenvolvido, mal planejado, que não tem como a finalidade a melhoria da educação pública e sim o enriquecimento de empresas e envolvidos, vamos lutar contra o FUTURE-SE, faça sua parte.

Autor: Fernando Henrique Santorsula